+55 61 3442-8142 / 9 8435-9865 contato@artederme.com.br

A toxina botulínica (botox, dysport) vem sendo empregada há anos no tratamento das linhas faciais dinâmicas, as quais surgem em consequência de movimentos repetitivos da musculatura facial, como por exemplo, sorrir ou enrugar a testa.
A toxina apresenta não só efeitos a curto prazo, mas efeitos progressivos tanto sobre as rugas, quanto na textura da pele. Ainda não se sabe como exatamente a toxina apresenta efeitos progressivos positivos sobre a pele. Mas sabe-se que ao longo dos anos, os pacientes tratados podem aprender a não recrutar os músculos faciais, desenvolvendo menos rugas de expressão.

A pele jovem apresenta três características: elasticidade, maleabilidade e força. Observa-se que com aplicações da toxina, há aumento da flexibilidade e da elasticidade cutânea, sendo que esse efeito permanece durante todo o período de ação da medicação e retorna ao patamar anterior após cessar seu efeito.

A toxina botulínica aplicada diretamente nos músculos das conhecidas rugas dinâmicas (testa, sobrancelhas e pés de galinha), em pequenas quantidades, os enfraquecem, por atuar na sinapse neural. Esse tratamento suaviza gradativamente as marcas, elimina as rugas leves e impede a acentuação das profundas. Além das rugas de expressão, percebem-se outros efeitos da toxina quando aplicada à face: aumento do colágeno devido a melhora da função das células que o produzem, diminuição da oleosidade cutânea nos locais de aplicação, redução das lesões de acne, tornando a pele mais homogênea.

Não existe uma idade específica para o início do tratamento com toxina botulínica. Deve ser iniciado, quando há um incômodo em relação às rugas de expressão, o que ocorre entre 25 a 30 anos. É indicada para homens e mulheres, sendo que a aplicação pode ser feita a qualquer momento, pois requer pequenos cuidados e não exige afastamento do trabalho.

A aplicação é realizada em consultório médico, sob anestesia tópica. Os resultados levam em média, quatro a sete dias para serem percebidos. Após 21 dias, podem ser realizados retoques, se necessários. A duração é entre quatro a seis meses, sendo que podem ser realizados novos tratamentos após o término do efeito.

Após a aplicação, o paciente deve evitar abaixar a cabeça ou deitar-se por quatro horas; evitar manipular o local das injeções e não realizar exercícios físicos durante vinte e quatro horas. Os efeitos colaterais são mínimos, podendo ocorrer: dor local na hora da aplicação, equimoses (manchas roxas) e dor de cabeça, mais comumente. Caso haja migração da medicação, pode ocorrer queda da sobrancelha, cuja duração é temporária e reversível.

Mulheres grávidas ou lactantes devem evitar o procedimento. Pessoas com alergia a lactose ou em uso de certos medicamentos, como aminoglicosídeos, gingko biloba, ácido acetilsalicílico, vitamina E devem comunicar ao dermatologista para a devida orientação, antes da aplicação.

Na última década, houve um aumento na demanda por procedimentos estéticos pouco invasivos para suavizar os sinais de envelhecimento da face. Tudo isso com o objetivo de proporcionar uma aparência jovem por mais tempo. Na medida certa e com a orientação de um médico, esses procedimentos trazem muita satisfação para os pacientes.